quinta-feira, agosto 16, 2007

Mais uma noite de humilhações

"Nossa! Como um goleiro do nível do Sílvio Luis, toma um gol desses?" - Pensei ontem comigo ao ver o gol marcado pelo centroavante do Atlético-PR, Dinei, contra o Vasco da Gama. A resposta viria pouco tempo depois - vale dizer também que naquele momento eu ainda não sabia que aquela seria mais um noite negra na história do clube - voltando ao assunto: os jogadores vascaínos já sabendo da "ruindade" do elenco rubro-negro quiseram proporcionar um pouco mais de emoção aos telespectadores, já que o jogo passou para todo o Brasil, e resolveram deixar o Furacão sair na frente com um gol do péssimo Dinei, que durante o jogo inteiro não fez mais nada, além do gol. Ao final, para resumir, restou que o time carioca, mesmo com um time misto e fraco, veio aqui na Arena da Baixada e deu de cinta nos jogadores atleticanos, em mais um ato de humilhação pública, pela qual a torcida atleticana vem passando desde a fatídica final no Morumbi pela "Libertadores" de 2005.

O mais triste de tudo isso é que está claro que este jogo não se trata de acidente de percurso e sim de consequência natural em face da total falta de qualidade do atual elenco. Mudanças? Somente quando a o "dono" do clube (ao menos é assim que ele próprio se classifica) resolver aceitar a sugestão que eu dei no post anterior e não mandar só o goleiro Guilherme para a Rússia e sim o time inteiro, com exceção do Ferreira, que é o único dos jogadores que vêm jogando, que consegue honrar a camisa atleticana.

Petraglia precisa entender que time de futebol, ao contrário das empresas que ele está acostumado a administrar, não existe para dar lucro!, dentro da política do "pão e circo" o futebol está inserido no "circo", isso significa que time de futebol existe para proporcionar satisfação à sua torcida. Por isso não adianta o Atlético-PR ser o clube mais lucrativo do país, não adianta os cofres do clube estarem abarrotados de dinheiro, se dentro de campo os resultados são vexatórios. Clube de futebol não deve dar prejuízo, mas também não tem compromisso com o lucro. Entenda isso, Petraglia, que nunca mais você será vaiado, nem ninguém irá mandá-lo para lugares mal cheirosos e apertados...

2 comentários:

Cássio Augusto disse...

É parceiro... seu Timeco tá feio mesmo heim... hehe... uma torcida tão fanática como essa ñ merece isso!!!

rosa disse...

É Omar foi-se o tempo que o futebol era por amor a camisa e a torcida od time, hoje quem manda mesmo é o dinheiro, paciência ou torcer para ele irem a Russia.
Abraços