segunda-feira, junho 05, 2006

Lendas sobre o número da besta

Especial

Esta vai ser uma semana diferente, pois além de termos a abertura da Copa do Mundo, teremos também o dia 06/06/2006, ou seja o dia da besta, por isso hoje e amanhã pretendo escrever alguma coisa sobre isso. No post de hoje vou abordar a questão dos vários mitos que ao longo dos anos foram sendo criados em torno do suposto número da besta.
Tudo começou com o versículo 18 do capítulo 13 do Apocalipse, a seguir colacionado:
"Isso exige sabedoria. Quem é inteligente pode descobrir o que o número do monstro quer dizer, pois o número representa o nome de um ser humano. O seu número é seiscentos e sessenta e seis."

Número da besta na internet

Duas teses existem para explicar que a internet é do diabo, a primeira diz que se trocarmos os números arábicos 666, pelos números romanos "VIVIVI" teremos algo próximo a "WWW", e a segunda alega que a prova de que a internet é satânica reside na suposta idéia de que as letras "www" que precedem a maioria dos endereços da internet, em hebraico equivale a "666", o número da besta. Entretanto, os defensores desta tese a meu ver demonstram pouco conhecer a língua hebraica falada na antiguidade. Estudando este caso, descobri que no idioma hebraico temos 22 letras, no entanto, 5 delas tem uma grafia extra se aparecem ao final de uma palavra. Por isso com as letras "sofit" (finais) temos um total de 27 letras diferentes. E, entre esses caracteres hebraicos não existe a letra "w", pois tal letra faz parte do alfabeto ocidental.
Sinceramente procurei saber como essa idéia teria surgido, mas não consegui encontrar qualquer resposta, quem puder me trazer algo, será bem vindo.
Só fiquei pensando, será que o escritor bíblico teria escrito seu texto, já pensando nas letras existentes nos idiomas estrangeiros, e não no seu próprio?

Número da besta no código de barras

O código de barras, foi um padrão internacionalmente estabelecido para facilitar as atividades comerciais, hoje este sistema está presente desde latinhas de refrigerantes até revistas informativas compradas em qualquer banca de revista. Esse código possui três "barras guia" mais longas, uma de cada lado e uma no meio. Alguns estudiosos sugerem que estas guias querem significar o número 6, isto é, todo código de barras teria o "número maldito". Mas devemos atentar para o fato de que do ponto de vista técnico, isso não condiz com a realidade já que teoricamente as três guias não equivalem a 666. A primeira guia, da esquerda para a direita significa a letra "b", a do meio "m", sendo que apenas a última realmente representa o número "6". Por isso, se o número da besta não for BM6, então ele não deve estar oculto nos códigos de barras.

O número da besta representa o Imperador romano Nero

Por último, e para encerrar por hoje, vale destacar que alguns religiosos costumam dizer que o número da besta representa apenas o nome do imperador romano Nero, aquele que botou fogo em Roma, e enquanto a cidade ardia em chamas tocava sua harpa. Afirmam isso baseados no fato do nome "Nero Caesar" escrito no idioma hebraico ser "Nrom Ksr". Assim, o nome do imperador transliterado para o equivalente numérico seria: N igual a 50; R, 200; O, 6, N, 50; K, 100; S, 60 e R, 200. O total dava 666. Quem explica esta teoria é o padre Fernando Altemeyer, em entrevista publicada pela revista Época da semana passada, o entrevistado, revela que o livro do Apocalipse é totalmente simbólico, e o número "666" não é uma data como nós leigos poderíamos supor, e sim uma referência simbólica ao já citado imperador que perseguiu implacavelmente os cristãos de sua era.
Amanhã encerrando a proposta, pretendo enviar outro post sobre esse assunto surpreendente.

5 comentários:

Princesa Fiona disse...

Uau.. que viagem! Quer dizer que amanhã é o fatídico dia! Vou nem sair da cama! hehehe... beijosss

Serena disse...

muito interessante esse post, fiquei a fazer conjecturas...

Anônimo disse...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

Anônimo disse...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

Anônimo disse...

I find some information here.