quarta-feira, abril 25, 2007

A Decepção do Ano!

Hoje o Atlético-Pr entra em campo pela Copa do Brasil, menos de uma semana depois do vexame de ser eliminado em casa do campeonato paranaense, com uma goleada humilhante pelo, fraco, Paraná Clube. Como já está virando rotina, mais uma vez a vantagem está do lado de lá, pois no primeiro jogo contra o Atlético-Go em Goiânia, o placar mostrou uma goleada - 3 a 1 - para eles.

É frustrante ver a atual situação deste time que no início do ano nos iludiu, passando a impressão deste ser o ano das grandes conquistas rubro-negras, afinal estariam de volta alguns dos grandes jogadores que passsaram por aqui num passado recente, tais como Alex Mineiro, Marcão, Rogério Corrêa, mas na prática não foi isso que ocorreu! O time vem patinando feio desde os primeiros jogos e, com exceção, das partidas contra o Vitória da Bahia e o Paraná, esta ainda na fase de classificação do paranaense, em momento algum empolgou.

Na realidade, desde 2004 quando desfilava pelos gramados da Baixada o melhor time que eu vi jogar pelo Atlético-Pr, nunca mais o presidente de fato do clube, Mario Celso Petraglia, conseguiu montar algo que nos deixasse senão admirados como em 1996, 1999, 2001 ou mesmo 2004, ao menos, satisfeitos com o rendimento da equipe. Diversos equívocos foram cometidos, culminando com a contratação do alemão tri-campeão mundial, Lothar Mathaus, que saiu daqui após receber um ultimatum de sua esposa, depois que ele foi visto por diversas vezes, acompanhado por uma repórter da RPC - retransmissora da Rede Globo para o Estado do Paraná - além é claro da forma como os jogadores são tratados por aqui pela diretoria, o que levou alguns deles, como Aloísio, Marcos Aurélio e mais recentemente, Dagoberto, a saírem disparando contra os diretores do clube.

Falando em diretores, o presidente Petraglia sem dúvida alguma já entrou na galeria dos grandes nomes da história do Atlético-Pr, pois como já disse em outra oportunidade, resgatou um clube que estava afundado numa segunda divisão, mais propenso a cair para a terceira do que subir para a primeira e o posicionou entre os grandes do país, no entanto, a meia-noite já está chegando e o encanto próximo de acabar.

Petraglia e sua claque, costumam citar o patrimônio adquirido pelo clube e alguns dos bons jogadores que surgiram desde 1995, para rebater quem se dispõe a criticar o atual elenco atleticano, porém, isto não passa de uma grande falácia! O que importa o clube ter o melhor estádio do Brasil, ou ter revelado jogadores Oséas, Dagoberto, Jádson, Fernandinho, entre outros, se o time atual é uma lástima? O que muda o fato de Lucas ou Kléber terem jogado aqui, se hoje somos obrigados a ver Michel ou João Leonardo pisando na bola a todo momento?

Não dá para aguentar ver este time jogando deste jeito e ficar achando que é normal levar goleadas quando se joga fora de casa contra times da segunda ou terceira divisões ou quando o adversário é um outro time da mesma cidade.

Espero que todos estes fatos verificados nestes primeiros meses do ano sirvam para acender a luz amarela no gabinete dos dirigentes rubro-negros e contratações cheguem, antes que o pior aconteça... o problema é que em se tratando de Mario Celso Petraglia, eu não tenho muita certeza disso não.

4 comentários:

Cássio Augusto disse...

Primeiro... parabéns pelo 1 nao de Blog... que venham muitos outros em parceria...

Segundo... acho que o Petrália fez muito pelo Atlético... mas já deu o prazo de validade... está na hora de mudar a direção... e olha que sou São-Paulino... mas aqui no Paraná sou Atleticano roxo!!! hehe

Fábio disse...

Bom, como não sou fã de futebol, prefiro não comentar e só marcar presença.

Abraços

Omar disse...

Cássio

Torcedor do São Paulo e do Atlético? Vc tá bem? Não tá precisando de um remedinho não? rs



Fábio

Vc não é fã de futebol pq nunca entrou numa Arena lotada, com a torcida cantando o hino do Furacão! Caso contrário, tenho certeza q vc seria mais um torcedor apaixonado pelo maior time do futebol paranaense, quiçá, do mundo! rsrs

Paulo: Osrevni disse...

O futebol brasileiro só me entristece. Termos que entronar gente como o Petraglia e tantos outros é humilhante...