sexta-feira, setembro 15, 2006

Tudo pode ser seu! Basta falar com as pessoas certas! Final

7 da manhã, o radio-relógio desperta com um apito ensurdecedor. Eduardo como sempre fazia, acordou meio "dormindo" ainda, pegou a primeira toalha de banho que surgiu na sua frente e se meteu embaixo do chuveiro, geralmente ele só acordava mesmo quando a água caia em seu rosto.
Até chegar no trabalho, os dias do rapaz eram sempre muito iguais, no entanto, aquele não se parecia com os outros, alguma coisa estava diferente pois ele sentia-se mais leve, mais feliz. O que seria? Aparentemente, tudo estava como sempre esteve.
Saiu de casa, pegou um ônibus que como de costume estava lotado, pessoas desesperadas passavam pisando em seu pé gritando para o motorista não fechar a porta porque elas queriam descer, outras discutindo por um banco ou pelo lugar na fila eram comuns, normalmente tudo aquilo o deixava profundamente irritado, mas naquele dia nada o abalava.
Chegou na empresa na qual trabalhava como office boy e mais uma vez foi barrado pelo segurança, isso fazia parte de sua rotina, apesar de já trabalhar no local há mais de 1 ano. Cada vez que a segurança o impedia de entrar ele ficava de fato transtornado, entretanto naquele dia não ficou.
Quando chegou no seu setor de trabalho, todos notaram algo diferente no semblante do rapaz e Antônio Alves, o chefe, lhe perguntou:
- O que você fez essa noite Eduardo? Tá com uma aparência boa.
- Na verdade só dormi, Antônio - respondeu Eduardo - mas dormi muito bem!
- Isso é ótimo, porque você vai passar o dia inteiro em fila de banco mesmo. Hahahaha...
Final.

2 comentários:

Luly disse...

Ainda bem que não pego mais ônibus todo dia pra trabalhar. Eu falei com as pessoas certas ;) rsrsr
Luly.

jean disse...

EU não entendi o TExto alguem pode me explicarr... Qual a moral da historiaa ?