sábado, agosto 19, 2006

Marcão e Gatuno em: Deus mudou?

Gatuno ao sair de casa, passou por Marcão cantando uma música, cuja letra dizia que Deus não muda. O cachorro ao ouvir, disse:
- Você tem certeza disso?
- Do quê? Perguntou Gatuno sem entender do que se tratava.
- Disso que você está cantando. Você tem certeza que Deus não muda?
- Claro que tenho! Respondeu Gatuno, com um ar indignado. - Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre.
- Sabe Gatuno, eu sempre tive algumas dúvidas a respeito do Deus do Antigo Testamento e o adorado por vocês no Novo Testamento. A mim, parece que se ambos forem o mesmo, então você está errado, pois ele muda sim! Agora, se você estiver certo, e ele realmente não mudar, então o Cristianismo não é uma continuidade do Judaísmo.
- Marcão, pára!! Você não tem intimidade com Deus, por isso fica falando essas barbaridades!! Ore, peça a Deus que te ajude a entender as Escrituras. Só assim você poderá salvar a sua alma.
- Pare de falar besteiras - exclamou Marcão - e me responde uma pergunta: quando a música diz que Deus não muda, isso é dito em qual sentido? Aparência? Opinião?
- Opinião. Deus não muda de conteúdo, não muda de personalidade e nem de humor. Ele não muda porque é perfeito. Nós seres formados de matéria, somos propensos a mudar de opinião, porque somos imperfeitos e algumas vezes nos enganamos, porém Deus não se engana nunca, por isso não precisa mudar de opinião.
Após ouvir a resposta, Marcão abre um sorriso, e diz:
- Gatuno e sua já notória alienação religiosa. E solta uma gargalhada.
- Qual a graça? Pergunta Gatuno.
- Deus não muda de conteúdo? Então veja lá na sua Bíblia em Gn. 6, 6 e Ex. 32, 11-14, isso só pra começar. E em seguida, compare o AT com o NT. Ou simplesmente, veja em Mateus no famoso "Sermão da Montanha". Não são casos de mudança de opinião?
- Marcão, apesar da Bíblia ser Divinamente inspirada, a gente não pode esquecer que ela foi escrita pela mão de homens. Por isso pode ser que existam falhas no modo de redigir o texto. Pois, volto a repetir, Deus não muda!
- Tá certo! Responde Marcão, emendando em seguinda. - Então me responde outra coisa - você acredita que o Deus judaico e o Deus cristão são deuses diversos, certo?
- Tá doido, Marcão, claro que não!! O cristianismo é uma continuidade do judaísmo, tanto que a nossa Bíblia conserva o AT integralmente.
- Gatuno, você bem sabe que eu não acredito em Deus, mas vocês cristãos modernos estão equivocados na sua própria crença. Você já ouviu falar nos gnósticos?
- Acho que já, mas não sei muito sobre eles, apenas que são blasfemadores. Responde Gatuno.
- Pois é. Os gnósticos eram cristãos, e eles tinham uma forma diferente de interpretar os ensinamento do seu Jesus. Inclusive, eles concordam com você! Para eles Deus realmente não muda, entretanto, o Deus do AT é um e o Deus do NT é outro. Há pouco tempo apareceu um texto gnóstico, cujo autor supostamente, seria Judas, o traidor, lá está bem claro que o AT e o NT referem-se a deuses distintos. Fato este muito lógico, uma vez que ambos são retratados de maneira totalmente diferente, e como você mesmo sustenta: "Deus não muda"!
- Desculpe Marcão, eu acho que me enganei - fala Gatuno, com um aparente constrangimento - quando se diz que Deus não muda, na verdade fala-se isso em referêcia à forma. Ele é espírito, ou seja sua natureza é totalmente diferente da matéria, portanto imutável.
- Sei Gatuno, depois a gente se fala de novo. Encerra Marcão.

6 comentários:

Mary disse...

Olha, li todas as partes da conversa dos dois bichos e gostei, está interessante, apesar de achar que o mais falante deveria ser o cachorro :)

Como eu não acredito em nada mesmo, não preciso ficar me perguntando... ou preciso?

beijo!

Ovelha disse...

Debates religiosos entre um cachorro e um gato? Muito legal o texto, gostei mesmo.Foi você que criou?

Luly disse...

Olha o Omar... dando aula de religião! Deixa o Paulo aparecer por aqui e os comentários irão jorrar!! Te cuidem Gatuno e Marcão.

Cinderela disse...

Adorei o debate, opiniões devidamente expressivas!


mostra pra ela as dicas..rs

bjos

Luly disse...

Eu de novo... Ah, falei do Paulo pq ele adora discutir religião, achei a cara dele esse texto...rs
E sobre o amor, tenho um amigo indiano que esta escrevendo um livro de filosofia com uma tese parecida com a sua, só que pra ele tudo gira em torna da perpetuação da espécie.
Eu simplesmente chamo a isso tudo de amor ;)
Luly.

Milena disse...

Oi Omar!
Estou eu de volta;;; temporariamente...

gostei mto do texto, do debate, do dialogo... mto bem expostas e com fundamentos claros.
a ideia do dialogo entre o Gatuno e Marcao, além de criativa mostra exatamente os opostos... tanto de opinioes qto de existencia...

mto bom

Bjs Mi