quinta-feira, março 08, 2007

Como eu blogo

Recebi uma missão do meu amigo blogueiro Márcio Pimenta. Ele me perguntou, por meio de uma daquelas correntes, como eu blogo. Vou ser sincero, eu não sou muito fã dessas correntes, mas dessa eu gostei - mais por saber como outros blogueiros interessantes "trabalham" - por isso aceitei a ordem.
Antes, quero dizer que eu fico até com vergonha de dizer como eu blogo, depois de ler os posts do Catatau, a Poliane, o Paulo Villela e até mesmo o Márcio. Levando em conta a seriedade com que eles tratam dessa arte, eu, em nada me pareço com eles.

A idéia do tema

A primeira parte é escolher o tema do próximo post. Até hoje, exceto por uma única vez - cujo resultado não foi nada agradável por sinal - eu nunca sentei na frente do micro sem ter a idéia do assunto a ser tratado. Porém, cabe esclarecer que apesar de escolher o tema antes de pensar em escrever, eu nunca parei para escolher um! Não costumo ficar pensando no próximo post, se fizesse isso, talvez já tivesse deixado de blogar, geralmente eu "tropeço" nas idéias. Elas surgem de uma hora para a outra. O principal lugar são os ônibus. Quando estou indo ou voltando do trabalho elas começam a surgir, muitas delas, diria até que a maioria, acabo esquecendo, as que eu consigo guardar na mente são as que você pode ler aqui.
Muitas vezes, as idéias surgem de outros blogs, de algum livro que eu esteja lendo, de algum jornal, de conversas com amigos, e claro, dos papos que vão surgindo dentro de algum ônibus.

A hora de escrever

Eu tento atualizar o blog duas vezes por semana, mas nem sempre cumpro esse cronograma, algumas vezes posto menos, outras mais. O que não é nada bom, já que acaba impedindo que o leitor crie um hábito de ler o blog.
Quase sempre, quando chego a sentar na cadeira para escrever, o post já está pronto na minha cabeça, quando isso não acontece e primeiro sento para depois pensar no que escrever o resultado não é muito bom.
Como se trata de um blog opinativo, e nem sempre essas minhas opiniões estão fundadas em constatações científicas, então não nem sempre perco muito tempo pensando no que escrever, eu apenas passo para a tela branca o que já está pronto na minha cabeça. Creio que no máximo em 20 minutos o texto está pronto, só há uma demora maior quando eu trago alguma explicação, por exemplo, o post que talvez tenha levado mais tempo para terminar foi o da história do Acre, pois eu tive de fazer uma pesquisa rápida.
Vale dizer ainda, que quando criei este blog a proposta era que este fosse uma espécie de coluna, na qual eu iria expôr a minha opinião, no entanto, já no primeiro post, a idéia foi, totalmente, esquecida e eu acabei fazendo uma dissertação, ou seja, eu não sou muito regrado não.
Um último detalhe que deve ser destacado, é que muitas vezes eu tenho uma certa pressa em terminar os posts que nem sem encontram uma explicação racional.
Enfim, como você deve ter notado, não sou muito metódico na hora de lidar com isto aqui não.
Passando adiante, quero saber como blogam a Dani, a Eloisa e o Fabiano.

5 comentários:

Carlos Ricardo disse...

Horrível seu blog.
Tenta escrever assuntos um pouco mais interessantes, e acho q ninguém está interessad em saber suas futilidades.

Paulo Villela disse...

Omar,

Cada um tem os seus objetivos, cada um tem sua maneira peculiar de escrever, de blogar.
Todos fazemos parte da blogosfera, e essa variedade de formas e idéias é que nos traz essa grande opção de blogs para visitar, aprender e compartilhar.
Desde criança eu sempre fui aquele tipo mais organizadinho, mais metódico. Já é uma característica minha. Isso não quer dizer que eu esteja certo ou errado, é o que eu sou.
E assim como entre tantas outras áreas da nossa vida, tudo o que fazemos, depende dos nossos objetivos, por isso o mais importante é ser você mesmo.
Gostei de ter conhecido o seu blog.

um abraço e tudo de bom

Robson disse...

Eu costumo anotar idéias interessantes em pápeis durante a semana. E desenvolvê-las no final de semana. Quando tiro um tempinho para escrever. Ultimamente, meu blog anda passando por um verdadeiro renascimento comercial.

Márcio Pimenta disse...

Omar,

A sua técnica parece dar muito certo. Você escreve bem e toca em assuntos que estão em debate. Enfim, faz um blog com a sua opinião, conforme a sua idéia original.

Abraços!

plagiador disse...

to com o Carlos Ricardo.
ningue quer saber do seu ritual cabalistico pra conseguir escrever esses lixos. E por falar em lixo, se vc eh formador de opnião, pq motivo esta na descrição do blog q vc num vai se aprovundar nos temas e deixar q os "leitores" formensuas proprias opnioes???